Deep Blue

A maconha do vizinho

Deixe um comentário

É, meu vizinho empina pipa. Não sei se ele consome outras drogas ilícitas, mas pipa eu tenho certeza. Não estou julgando quem consome qualquer tipo de droga, lícita ou ilícita, mas aqui vai um recado pro meu vizinho e sua galera do mal:

Se você quer transformar em geleia aquela coisa inútil dentro do seu crânio, uma vez que você provavelmente acredita que seu cérebro encontra-se no bíceps, o problema é todo seu, mas faça-me o favor e não me obrigue a inalar o resultado da queima da sua ervinha natureba por osmose, afinal, o hall (hell) de entrada também é meu e eu nem paguei consumação mínima. Sua musiquinha techno lascada transforma a atmosfera em pura rave doméstica. Eu ouço Queen em volume educado, mesmo sabendo que a guitarra do Brian May e a voz do Freddie Mercury dispensam educação no que diz respeito ao volume, você pode ficar à vontade para ouvir o seu techno, mas faça-me o favor e forneça um fone de ouvido para cada consumidor de maconha da sua festinha, e lembre-se que se você vive do tráfico e não trabalha o dia inteiro, eu sou uma pobre mortal burra que não aderiu a essa prática profissional e acorda todas as manhãs para trabalhar, e às vezes, termina só às dez horas da noite – eu sou professora de inglês, sim, isso é um emprego. Oi? Quanto à gritaria sexual, fique à vontade para fazer o que quiser entre quatro paredes, a casa é sua, mas eu tenho uma criança de quase dez anos em casa, e embora as crianças sejam bem informadinhas hoje em dia, ter que explicar que o barulho em questão não é exatamente um assassinato é um tanto quanto embaraçoso. Já é bem chato morarmos ao lado da sala de máquinas do edifício, uma vez que moramos no último andar, e somos obrigados a acordar de madrugada com o barulho do  elevador cada vez que um baladeiro ou profissional noturno chega em casa de madrugada. Quanto à maconha, eu tenho uma sugestão. Por que você não coloca toda a galerinha no banheiro do seu apartamento (obs: o banheiro é bem menor do que o módulo lunar da Apollo 11) e faz uma sessão de inalação coletiva? Mas por favor, não me convide. Obrigada.

Anúncios

Autor: R.

Buscando viver melhor comigo mesma e com o mundo que me cerca. Procurando compreender qual é a melhor forma de viver, praticando o desapego, tornando o espírito leve e perseguindo a felicidade através da GRATIDÃO, nos dias ensolarados e nos dias cinzentos - meu desafio para a vida. Sempre gostei de escrever. Desde 2002, tive diversos blogs criados e deletados, mas como Fênix ressurge das cinzas, espero que cada novo blog seja definitivo. Esse é um blog sobre tudo que faz parte do meu Universo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s