Deep Blue

Brian May, my legend

Deixe um comentário

Totalmente desprovida de conhecimento profundo relacionado ao Queen, assisti ao “Tributo ao Freddie Mercury” em 2004 gravado em Wembley em 1992 após a morte do gênio da voz e perguntei: “Quem é o cabeludo na guitarra?” “É o Brian May. Ele é astrônomo.” “Nossa… então é esse o cara que faz aqueles solos fantásticos das músicas do Queen?” “Isso.” “E ele é astrônomo?” “Na verdade, doutor em astronomia.” “Gênio.”

Nasceu então, um ritual de veneração. Numa época já tardia, notei a existência do Brian May. Mal sabia eu a conseqüência de admirar assim um músico, quando você já passou dos 30. Eu tomei um susto quando percebi as estranhas coincidências entre eu e o Brian, que inclui coisas tolas como “somos ambos filhos únicos” a “eu colava estrelas no teto do meu quarto e fingia que estava viajando pelo espaço.” Fizemos isso num intervalo de quase 30 anos de diferença. O Brian é 30 anos e uns 11 meses mais velho que eu. Mas não importa nossa diferença de idade, o legendário guitarrista do Queen trata meus e-mails com todo respeito, como verão, o que conseqüentemente me faz admirá-lo ainda mais.

A maioria de vocês sabem que sou uma astrônoma/astronauta frustrada. Eu acreditei com uma fé pura infantil a partir dos seis anos de idade que eu seria astronauta. Nunca me jogaram um balde de gelo avisando que provavelmente eu jamais atingiria um dos pré-requisitos para exercer tão cobiçada profissão: ter 1,70m, por exemplo. Mas a gente cresce e aprende sozinha. Partindo do princípio que jamais entraria para a astronáutica (ainda mais num país como o Brasil), resolvi aos 12 anos que faria faculdade de astronomia. Mas nunca me dei tão bem com a tal da física e da matemática e acabei desistindo do sonho. Mas eu ganhei o telescópio em 2007 e acidentalmente tomei conhecimento que aquele cabeludo do Queen era doutor na bela ciência das estrelas. Então, ele passou de um guitarrista de uma banda notável da história do rock para “exemplo” na velocidade da luz. Entrei no site oficial do Queen e descobri que ele tinha um blog. E no blog, ele avisa que responde PESSOALMENTE às mensagens enviadas conforme a sua disponibilidade de tempo. Em 2009, comecei a arriscar algumas mensagens a respeito de variados assuntos. Um dia resolvi enviar a foto que tirei da lua crescente através do meu telescópio. Não imaginei que essas mensagens teriam retorno algum, mas em um dia frio de julho de 2009, acordei de muito cedo (morava em Botucatu) e resolvi navegar na Internet em busca de algo que me deixasse extremamente entediada e me devolvesse o cansaço e os olhos pesados, mas ao invés disso, meu coração disparou e eu fiquei gelada quando vi que havia pintado na minha caixa postal, não somente uma, mas DUAS respostas de e-mails do Brian. Talvez eu seja somente uma fã que insiste em ter atenção dele, mas desde julho de 2009 até a data de ontem (quando fiquei gelada mais um vez ao ver o nome do Brian May na minha caixa postal), foram onze e-mails respondidos a respeito de diversos assuntos, a maioria deles envolvendo proteção animal, acreditem se quiser. A Lenda da Guitarra Feita Em Casa é um eterno defensor dos bichinhos, fato que só aumenta pontos no quesito “motivos para admirar um ser humano”. Além disso, ele é extremamente gentil e educado. Claro que eu encho a boca e brinco dizendo “Brian May é meu amigo”, mas o fato é que não consigo expressar em palavras o quanto me sinto extremamente lisonjeada e feliz por ter e-mails respondidos por uma das poucas pessoas que acredito valer a pena admirar nesse mundo, não somente pelo seu trabalho no Queen, mas acima de tudo, pelo seu caráter e humildade. E mais uma vez, ele publicou minha mensagem no blog dele.

I love you, Brian Harold May.

http://www.brianmay.com/brian/letters/letters.html

Anúncios

Autor: R.

Buscando viver melhor comigo mesma e com o mundo que me cerca. Procurando compreender qual é a melhor forma de viver, praticando o desapego, tornando o espírito leve e perseguindo a felicidade através da GRATIDÃO, nos dias ensolarados e nos dias cinzentos - meu desafio para a vida. Sempre gostei de escrever. Desde 2002, tive diversos blogs criados e deletados, mas como Fênix ressurge das cinzas, espero que cada novo blog seja definitivo. Esse é um blog sobre tudo que faz parte do meu Universo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s